O refúgio dos aventureiros

Atmosfera intocada de paz e aventura

Entre o Rio de Janeiro e São Paulo, serrana e caiçara, fica escondida a Serra da Bocaina. O difícil acesso garante o clima de paz em meio à natureza extremamente preservada, praticamente intocada. A chegada é pelo município de São José do Barreiro, em São Paulo e então, do centro da cidade ao Parque Nacional são 27 quilômetros de estrada de terra, perfeitos para os aventureiros que passam ali com veículos de tração nas quatro rodas ou jipes e caminhões que fazem o trajeto.

Espalhadas pela reserva de cem mil hectares ficam as cachoeiras, como a do Veado com mais de cem metros de quedas; picos com mais de dois mil metros de altitude que descortinam morros e mar; paisagens ricas em fauna e flora nativas, povoadas por tucanos e orquídeas e trilhas que demandam energia e paixão por aventura, a do Ouro, uma das mais famosas do país, é percorrida em três dias de caminhada. Em Mambucada, uma pequena vila caiçara no litoral fluminense, fica o ponto final.

Além das paisagens que tiram o fôlego a região é cheia de história. As fazendas preservadas em Bananal são memórias físicas do Ciclo do Café, onde são preparadas receitas caipiras no fogão a lenha e trutas, mais uma vez mostrando a riqueza que é estar entre São Paulo e Rio. A mistura das culturas caiçara, quilombola, tropeira e caipira e a biodiversidade tornam a Bocaina um lugar único, mas ainda pouco conhecido e explorado.