O bioma intocado

Fauna e a flora em perfeito equílibrio

O Parque Nacional da Serra da Bocaina é uma das maiores áreas protegidas da Mata Atlântica. Só em seu interior ocorrem diversos tipos de florestas, desde o nível do mar até mais de 2000 mil metros de altitude. Há uma preocupação muito grande com a manutenção da biodiversidade local, que envolve leis de manejo, preservação e reflorestamento. Ente florestas densas e campos de altitude, espécies raras e ameaçadas de extinção, como o palmito e o xaxim, compõe a paisagem.

O projeto pioneiro de preservação da área da Bocaina surgiu com o empresário Ricardo Roquette-Pinto há cerca de 30 anos, quando ele percebeu que sua fazenda teria muito mais benefícios com a manutenção da vegetação remanescente. Para tornar a região intocada para sempre, o projeto Águas da Bocaina se vale da ferramenta de RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural), por meio da qual proprietários de terra que tenham áreas de mata se comprometem a mantê-las. A preocupação com a riqueza do bioma, que garante a vida de rios e nascentes que cortam o caminho ali, é o que faz da serra uma das 7 áreas mais importantes do mundo para preservação da biodiversidade.